Notícias

 
SANJOTEC recebe financiamento para a dinamização do novo projeto STARTUP ZERO

SANJOTEC recebe financiamento para a dinamização do novo projeto STARTUP ZERO

2021-02-10

A SANJOTEC arranca agora em 2021 com um novo projeto de âmbito nacional - um consórcio que reúne 5 promotores de referência na área da promoção do empreendedorismo e economia circular, nos quais se incluem o BLC3 – campus de tecnologia e inovação; TAGUSVALLEY; SINES TECNOPOLO e CECOLAB - collaborative laboratory towards circular economy.

Este projeto candidatou-se ao PORTUGAL2020 - Sistema de Apoios a Ações Coletivas (SIAC) - Promoção do Espírito Empresarial, tendo sido aprovado pelo COMPETE, com um financiamento do FSE de cerca de 717.782,72 mil euros.

O StartupZero apresenta uma pioneira abordagem metodológica, no contexto da economia circular e dos programas de aceleração de empresas/startups, visando dotar os empreendedores de ferramentas e metodologias replicáveis de economia circular que lhes permitam estimular o seu processo de inovação, aumentando o número de produtos inovadores lançados no mercado, com a ligação ao Sistema Científico e Tecnológico Nacional e disponibilizando ferramentas que no futuro permanecerão disponíveis para apoiar o ecossistema e os promotores de ideias e projetos empresariais com conteúdos particularmente orientados para a economia circular.

Com datas previstas de implementação do projeto de 01/01/2021 a 30/06/2023, são duas as principais atividades no âmbito do STARTUP ZERO:  programa ATÉGINA e Programa de aceleração.

O programa ATÉGINA propõem-se a incrementar os níveis de literacia em economia circular entre os consumidores, promover a valorização do território e dos seus recursos endógenos num contexto de igualdade de oportunidades e de género partindo do meio escolar para a sociedade em geral, através do uso de ferramentas de ideação ajustadas ao ensino do 3º ciclo, secundário e ensino superior. No contexto deste programa ATÉGINA realizar-se-á ainda o Hackathon CURA, que se destina a identificar e premiar ideias de negócio aplicadas aos desafios e oportunidades levantados pelo processo de transição para uma economia circular.

O programa de Aceleração para Startups Circulares visará a criação de StartUps promotoras de produtos enquadrados no âmbito da economia circular, garantindo desta forma o incremento do uso eficiente de recursos, através da dinamização de modelos de negócios assentes na desmaterialização, reutilização reciclagem e recuperação de materiais.

O objetivo central do projeto é, pois, dinamizar uma rede de competências em inovação e empreendedorismo focado na transição para a economia circular que conjugue a aceleração de modelos de negócio circulares por design para o mercado com a capacitação dos consumidores, começando com os jovens a partir do 3º ciclo.

Mais informações brevemente